Maio 19, 2024

Angola vai lançar uma nova ronda de licitações de petróleo e gás em 2025, e para tal está a convidar empresas de exploração e produção sediadas nos Estados Unidos da América, a investirem nos blocos disponíveis. A iniciativa enquadra-se no âmbito de uma série de rondas de licitações que acontecem desde 2019, que resultaram na atribuição de 12 blocos até Janeiro de 2024.

A informação foi prestada pelo Secretário de Estado do Petróleo e Gás, José Alexandre Barroso, durante o evento de network, que aconteceu nesta terça-feira, 19, em Houston, nos EUA, organizado pela Energy Capital & Power (ECP), com apoio da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG), dedicada ao tema “Transição Energética Multidimensional: Mercados, clima, tecnologia e geopolítica”.

“Para o país é muito importante estar num evento para promover as oportunidades no sector do petróleo e gás angolano”, disse o dirigente e acrescentou que “embora reconheçamos a importância da transição energética, acreditamos que tanto os hidrocarbonetos como as energias renováveis podem trabalhar em conjunto e, por isso, continuamos à procura de investimentos no sector petrolífero, ao mesmo tempo que tentamos tornar esta indústria mais limpa, certificando-nos de que adquirimos as mais recentes tecnologias para reduzir as emissões de carbono e metano.”

Já Alcides Andrade, Administrador Executivo da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG), avançou que o sucesso das anteriores rondas de licitações motivou à concessionária nacional a convidar empresas norte-americanas a participarem no próximo processo em 2025, de forma a ajudar o país na intenção de aumentar a produção para mais de dois milhões de barris por dia (bpd).

O responsável acrescentou ainda que, “temos melhorado com outros processos de licitações que acompanhamos em outras paragens do mundo, e, por isso, uma das coisas em que temos sido bons é a agilidade e o engajamento em actuarmos no momento certo para encontrarmos soluções quer sejam legais, contratuais e ou fiscais”.

Por outro lado, sublinhou Alcides Andrade, “Temos, de facto, uma vasta gama de oportunidades. Catorze blocos em offshore, oito em águas rasas e seis em águas profundas – a maioria são blocos de elevado potencial em bacias comprovadas. Há oito blocos em terra nas bacias do Congo e do Kwanza… Estamos agora a voltar a estes blocos, que também têm um elevado potencial, acrescentou o responsável.

Com mais de 2,5 mil milhões de barris de reservas comprovadas de petróleo e 11 biliões de pés cúbicos de reservas comprovadas de gás natural, Angola oferece uma grande variedade de oportunidades aos investidores mundiais. O país tem como objetivo utilizar 25% do seu gás natural para suprir as necessidades energéticas até 2025 e prevê aumentar a produção petrolífera para 1,18 milhões de bpd ainda este ano e 2 milhões de bpd a longo prazo.

Andrea Lovatini, Diretor de Dados de Exploração e Geosoluções da SLB e Presidente da EnerGeo Alliance, falando sobre as oportunidades nas bacias angolanas disse que “o país tem um enorme potencial. A subsuperfície é muito prospetiva, e temos muita tecnologia nova na indústria para que estes recursos possam ser explorados. Temos muitos investimentos a deslocarem-se para a África Ocidental e Angola tem uma das carteiras mais ricas e com muita perspetiva geológica, é um dos países mais intrigantes.”

A AOG 2024 acontece em Luanda nos dias 2 e 3 de Outubro, é uma organização da Energy Capital & Power (ECP) conta como o apoio do Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás. O evento vai reunir investidores de todo mundo e as autoridades angolanas, como objectivo de impulsionar a exploração e o desenvolvimento para o aumento da produção de petróleo em Angola.

A AOG é o maior evento de petróleo e gás em Angola. Realizado com o apoio do Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás; da empresa petrolífera nacional Sonangol; da ANPG; da Câmara Africana de Energia; e do Instituto Regulador dos Derivados do Petróleo, o evento é uma plataforma para a assinatura de acordos e para o avanço da indústria angolana de petróleo e gás. Para patrocinar ou participar como delegado, por favor contacte sales@energycapitalpower.com.

CK

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *