Julho 21, 2024

A Plataforma Sul de Angola, que agrega várias organizações de apoio aos habitantes da região sul do país, denuncia que a ausência de chuva e as pragas de gafanhotos agudizam ainda mais os efeitos da seca sobre as populações mais pobres.

Segundo o padre Pio Wacussanga, membro da organização, milhares de angolanos estão sem alimentos nem água no Sul de Angola. Defende um grande trabalho de recuperação e sistema de produção resiliente.

Pio Wacussanga conhecido como a “voz dos pobres no Sul de Angola”, critica a falta de programas de investimentos nas famílias mais vulneráveis que têm as lavras para o auto sustento e advoga doações de cestas básicas às famílias para combater a fome naquela parcela do país.

CK

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *