Julho 21, 2024

O Executivo e os taxistas já chegaram a atendimento quanto ao futuro preço da corrida que passará a ser de 200 kwanzas a partir de 16 de Maio, quando o Governo vai deixar de subvencionar os cartões de subsídio à gasolina a estes profissionais.

Asubida de 50 kz vai de encontro à expectativa da população que pedia que a corrida do táxi fosse exactamente 200, e não 300 kwanzas como era a pretensão das associações de taxistas.

A confirmação foi feita ao Novo Jornal pelas associações de taxistas que asseguram terem chegado, finalmente, a um entendimento com o Governo, após duas semanas de acesas discussões.

Actualmente a corrida mantém-se nos 150 kz, embora em diversas rotas os “azuis e brancos” já pratiquem a cobrança de 200 kz, antes mesmo do Governo e as associações chegaram a entendimento que o preço fixa por aí.

No dia 29 de Abril, como noticiou em primeira mão o Novo Jornal, o Governo adiou a retirada da subvenção à gasolina aos taxistas para 15 de Maio, medida essa que estava prevista para o dia 30 de Abril.

Em função deste adiamento, o Governo carregou todos os cartões de créditos à gasolina, cujos taxistas vão poder usar até dia 15 de Maio.

Fim deste prazo, estes cartões de subsídio vão deixar de ter uso nas bombas de combustíveis, conforme garantia do Governo aos “azuis e brancos” em fase das negociações.

A Associação Nova Aliança dos Taxistas de Angola (ANATA), maior associação de taxistas do País, confirmou ao Novo Jornal que as negociações terminaram no dia 03, e as partes chegaram a este entendimento que o preço fixa-se nos 200, embora os taxistas desejavam que fosse a 300.

Populares ouvidos pelo Novo Jornal, em diversos pontos de Luanda, concordam que a corrida do táxi seja fixado nos 200, pois afirmam já estarem acostumados a pagarem esse valor.

NJ

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *