Julho 21, 2024

O Presidente da República, João Lourenço, recebeu, ontem, na Cidade Alta, as cartas credenciais de oito novos embaixadores extraordinários e plenipotenciários, sendo dois na qualidade de residentes e seis não-residentes.

Em declarações à imprensa, depois de ser acreditada, a embaixadora residente da República do Quénia, Joyce Khasimwa M-Maitsi, referiu que o seu mandato em Angola vai ser no sentido de implementar os acordos existentes entre os dois países, bem como certificar-se dos seus benefícios mútuos.

“Como é do vosso domínio, Sua Excelência João Manuel Gonçalves Lourenço esteve em Outubro do ano passado no Quénia, por ocasião de uma visita de Estado, em que foram assinados acordos sobre vários sectores”, realçou a diplomata, que possui uma vasta experiência em gestão de projectos, com foco em programas de desenvolvimento e envolvimento comunitário, promovendo assim os objectivos humanitários das Nações Unidas e da comunidade internacional.

Segundo a diplomata queniana, os dois países têm beneficiado de uma longa e cordial relação que se espera e continue a ser construída. “Esperamos ver mais parcerias entre os dois países. Neste momento, ao mais Alto Nível, os nossos Presidentes têm trabalhado muito bem para o continente, em questões relacionadas com a paz, segurança e alterações climáticas. Isso é o que continuaremos a construir entre os povos de ambos os países”, sublinhou.

Dos novos diplomatas em início de funções no país, está o embaixador residente da Turquia, Muhamment Mustafa Celik, que apontou o reforço da cooperação económica com Angola como uma das áreas mais importantes.

Muhamment Mustafa Celik, diplomata de carreira, que exerceu funções em Berlim, Frankfurt (Alemanha), Viena (Áustria), Abuja e Lagos (Nigéria) e em vários departamentos do Ministério dos Negócios Estrangeiros do seu país, disse que a Turquia está também concentrada em estabelecer parcerias, especialmente no domínio da Educação, por considerar relevante para o desenvolvimento humano.

“Tal como disse, já temos boas relações e Angola é um país vasto e com grande potencial humano e económico. E como país amigo, nós estamos interessados em desenvolver esta cooperação o máximo possível e sermos parceiros em todas as áreas”, disse, sublinhando o interesse do seu país em cooperar em outros ramos, tudo pelo desenvolvimento de ambas as nações, uma vez que não existem limitações da parte da Turquia.

O embaixador não-residente da República Helénica (Grécia), Antónios Papadopoulos, diplomata de carreira, frisou que a cerimónia foi também uma oportunidade para conversar com o Presidente João Lourenço sobre como desenvolver as relações nos mais variados domínios, incluindo os sectores dos Transportes, Agricultura e Energia e Águas.

Pela primeira vez em Angola e satisfeito com a missão, Antónios Papadopoulos, que exerceu funções na Tunísia, Portugal, Ucrânia e União Europeia (UE), considerou excelentes as relações com Angola, que vão continuar a ser fortalecidas, bem como o desenvolvimento de outras áreas de cooperação.

“Estou muito feliz por estar aqui e muito honrado por submeter a cópia da carta credencial à Sua Excelência Presidente João Lourenço. Percebo um pouco o Português e posso garantir que vou tentar aprendê-lo melhor”, disse Antónios Papadopoulos, que é também o actual embaixador da República Helénica na República Democrática do Congo (RDC).

Foram ainda acreditados os embaixadores não-residentes da República do Burundi, Evelyne Butoyi, da Lituânia, Rasa Jankauskaité, do Botswana, Phemelo Mbi Rankoro, da Finlândia, Leena Orvokki Viljanen, e do Reino da Arábia Saudita, Ali Saad Alkahtani.

JA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *