Julho 21, 2024

O incremento da cooperação económica, intercâmbio cultural, abordagem sobre a segurança regional e o reforço das relações bilaterais entre Angola e Timor-Leste estará, hoje, no centro da reunião entre o Presidente João Lourenço e o homólogo José Ramos Horta, no Palácio Presidencial, no quadro da visita oficial de 72 horas a Angola do estadista timorense.

Durante a presença na Cidade Alta, palco do momento mais alto da visita de José Ramos-Horta, o Presidente João Lourenço faz uma apresentação de cumprimentos de boas-vindas ao homólogo, ao que se seguirão 21 salvas de canhão e a entoação dos hinos nacionais dos dois países.

De acordo com o programa da visita, antes do encontro entre os dois Chefes de Estado, no Palácio Presidencial, José Ramos-Horta efectua a passagem em revista às tropas em parada, devendo pousar para a fotografia oficial, após o acto de apresentação das delegações oficiais ao encontro.

Angola e Timor-Leste devem assinar, nesta ocasião, vários acordos de cooperação, com realce para os sectores Económico e Cultural. E, diga-se, neste aspecto, que o Chefe de Estado de Timor-Leste, citado pela agência Lusa, espera desta visita “discussões produtivas”, sobre a segurança regional e o reforço das relações bilaterais.

Após a assinatura dos acordos, os dois Chefes de Estado prestam declarações aos jornalistas, devendo, na ocasião, José Ramos-Horta falar dos objectivos da visita de Estado a Angola, além de reafirmar o desejo de alargar a cooperação entre os dois países nos vários domínios.

No final da tarde, o Presidente de Timor-Leste mantém um encontro de cortesia com a Vice-Presidente da República, Esperança da Costa, na Cidade Alta.

Antes de encerrar o primeiro dia de trabalho em Angola, o Presidente timorense e a delegação que o acompanha participam do jantar oficial, a ser oferecido pelo homólogo angolano, no Salão Nobre do Palácio Presidencial.

Visita ao sarcófago de Neto

O segundo dia de trabalho de José Ramos-Horta será marcado por uma visita ao Memorial Dr.António Agostinho Neto, onde prestará uma homenagem ao primeiro Presidente de Angola, com a deposição de uma coroa de flores no sarcófago do Herói Nacional.

O Presidente José Ramos-Horta efectua, igualmente, uma visita à Academia de Ciências Policiais e à Academia Diplomática Venâncio de Moura, proferindo uma palestra nesta última.

Declarações de José Ramos Horta à chegada

O Chefe de Estado timorense esclareceu, à chegada, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, os objectivos da estada em Angola.

“É, fundamentalmente, procurar implementar e aumentar as relações que temos e agradecer a solidariedade angolana durante os anos da nossa luta pela Independência, sobretudo os da língua portuguesa, que foram os baluartes da nossa luta”, disse.

José Ramos-Horta referiu, ainda, estar previsto a assinatura de dois a três acordos de cooperação.

   “Angola pode fazer por Timor-Leste, mas também ajudar a expandir as relações económicas com a região”, vaticinou.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *