Junho 14, 2024

A governadora do Cunene, Gerdina Didalelwa, defendeu sexta-feira, no município de Namacunde, o envolvimento da sociedade na campanha de vacinação contra a poliomielite, de modo a permitir a imunização de todos os petizes dos zero aos cinco anos a nível da região.

Ao intervir no acto provincial de abertura da campanha de vacinação contra a pólio, que vai decorrer até domingo, a governante apelou ao engajamento das administrações municipais e comunais, sociedade civil e os órgãos de comunicação social para o êxito do processo.

De igual modo, incentivou os pais e encarregados de educação no sentido de receberem os vacinadores, para que os seus filhos possam apanhar a vacina.

“A vacinação é uma das prioridades do Governo, pois visa aumentar o nível imunitário das crianças para a prevenção da pólio. Contudo, as baixas coberturas de vacinação de rotina têm preocupado as autoridades, uma vez que contribuem para o surgimento de surtos e outros problemas de saúde, por isso vamos inverter o quadro”, realçou.

Por seu turno, a directora do Gabinete Provincial da Saúde, Georgina Nunes, fez saber que as autoridades sanitárias prevêem vacinar 221 mil e 420 crianças a nível da região.

Para tal, estão disponíveis 261 mil e 320 doses da vacinas, assim como o envolvimento de mil e 768 técnicos, enquadrados em 495 equipas, entre supervisores, mobilizadores, vacinadores e monitores.

A campanha de vacinação lançada, em todo o pais, visa dar resposta ao surgimento de casos de poliomielite, nos países vizinhos e em Angola.

ANGOP

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *